24.1.05

Sedução



Estava ouvindo uma mp3 que Fred mandou, escutando os versos do Itamar:
“pensei em seduzir você, domesticando elefantes...”
Fiquei a pensar no ato de seduzir. A palavra é pesada pra alguns, mas o sentido maior é encantar, convencer, provocar admiração, sensualizar.
Cheguei à conclusão que seduzir é o oposto de impor. Não existe outra forma, em uma relação ou discussão, para mudar a posição de alguém: ou força, ou sedução. Seduzir, então, é usar nossos recursos – retórica, argumentos, charme, criatividade, emoção – para fazer ver o que não está evidente de cara. Mesmo em temas ditos racionais é a capacidade de surpreender, de ser enfático, que encerra realmente a discussão. Não há mudança de opinião que não passe pela emoção das pessoas.
Seduzir é isso. Uma evolução antropológica, em que o mais forte não é mais o que tem o porrete maior, e sim aquele que toca mais fundo à imaginação e ao coração.

Um comentário:

Gabriela Ventura disse...

Um ótimo ponto de vista. A sedução, pelo menos a meu ver, há muito perdeu a conotação nociva. Que possamos então sair por aí seduzindo pessoas, encantando amigos e tornando a vida talvez um pouco mais bonita e interessante... sei lá.

http://gabyventura.blogspot.com