30.7.04

Ah, Tenha Dó!!

...eu disse...


Ô, Martinha,
Adoro quando você pinga uma poesia colírio no olho da gente. Adoro quando você enche este bloguinho sapeca com o odor do teu lirismo.
Agora, ode ao Rio, dá licensa! Assim é dose! Como dizia Drummond, ódio ao Rio! Ódio às ódes! Tamos necessitados é de senso crítico, pra acabar com estes Malufs Garotinhos Malandrinhos que estão por aí...
Desculpa esculhambar, querida. Gosto de gostar do lugar onde vivo. Mas a parte da "alma pujante" e da "fronte baixa" do teu texto me tirou do sério.
Mesmo assim, um beijo.

2 comentários:

Pati disse...

Ô, Gastón, você bate duro, hein?? O que é que tem a guria falar bem da cidade dela? Tu achas que todo mundo tem que viver falando mal das coisas que nem tu? Faz favor... Ainda dá beijinho no final. Você é fogo.

Martha O. de Barros disse...

Pati, agradeço a solidariedade. Gastón, eu lhe conheço de priscas eras. Não vai ser com pouca coisa assim que esse cavaleiro da triste figura vai me tirar do sério. Por via das dúvidas, outro beijo. No coração.